top of page
Buscar
  • Foto do escritorAquiNews

Exportação + emprego: Colchões com molas para cruzar fronteiras

Atualizado: 22 de jun. de 2018

Considerado o maior empregador da região Centro, o grupo Aquinos conta com cerca de 2.500 trabalhadores. Depois das fábricas em Portugal, o grupo adquiriu uma participação em França. Mais um passo para reforçar a presença além-fronteiras, que já pesa 92%.

Sofás e colchões são a especialidade do grupo Aquinos, fundado em 1985.

Além da sede e unidades em Tábua, a empresa conta com uma fábrica em Nelas e outra em Carregal do Sal. A última só começará a laborar no próximo ano, após um investimento superior a 12 milhões de euros.

Em Novembro, o grupo comprou ainda outra unidade industrial em França. Por 25 milhões de euros, noticiou-se na altura, os portugueses adquiriram 51% do francês Cauval, com opção de compra do restante capital.

Assim, o grupo Aquinos ascendeu ao quarto lugar mundial no sector e espera ganhar, através das marcas da empresa que comprou, nova energia para a sua expansão à escala europeia.

O negócio em França é a mais recente prova de que o trabalho deste grupo português passa muito além-fronteiras. Espanha, França, Bélgica, Itália, Suíça, Irlanda, Canadá, Brasil, Chile, Indonésia e Angola são apenas alguns dos exemplos de uma dinâmica onde a exportação pesa 92% do volume de negócios da empresa. O grupo é também responsável por 15% das exportações lusas no sector onde está inserido, o do mobiliário. Colchões O grupo com sede em Tábua tem capacidade para produzir até um milhão de colchões por ano. Cauval Em Novembro, a Aquinos comprou 51% do capital da francesa Cauval, com vista ao reforço europeu. Facturação A Aquinos prevê um volume de negócios de 176 milhões de euros em 2016, subindo face ao ano anterior.

"Temos a produção verticalizada, ou seja, produzimos as principais matérias-primas mais críticas, por exemplo espuma, fibra polyester, molas e componentes de madeira", explica a empresa às questões do Negócios.

Daí que também existam diferentes marcas para cada produto: a Eurotabua para a madeira, a Clibed para fibras e molas, a Aquinos para os sofás, a Novaqui para colchões e a Gofoam para espuma.


Com três décadas de existência, o grupo Aquinos é o maior empregador da região Centro, com 2.500 trabalhadores. "Aquinos é um dos grandes responsáveis pelo baixo nível de desemprego em Portugal", pode ler-se à cabeça no site da empresa.

Do outro lado da cadeia de produção estão também parceiros de peso, incluindo marcas como Ikea, Conforama, El Corte Inglés ou Maisons du Monde.



 



95 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page